Avançar para o conteúdo principal

INCOERÊNCIAS

Imagem retirada da Internet

Digo-vos, francamente, que não ia comentar o acontecimento mais marcante dos últimos dias: a prisão de um ex-primeiro-ministro de Portugal!

Não ia!!!!

Não posso, no entanto, deixar passar algumas ideias perigosas que tenho lido e ouvido nos últimos dias. A começar por este artigo de opinião de Artur Coimbra. Nessas linhas é ressuscitada a teoria de todos contra o PS, da "cabala", da "teoria da conspiração", da intromissão no "calendário político", insinuando que este acontecimento foi propositadamente encenado para retirar o brilho à entronização de António Costa como secretário-geral do Partido Socialista.

Noutro ponto defende que um ex-qualquer coisa nos "órgãos superiores do Estado" devem ter um tratamento diferente do comum dos mortais. Ou seja, uns devem ser tratados como filhos, outros como enteados. Pede respeito por um ex-primeiro-ministro quando ele próprio não se coíbe de, repetidamente, destratar publicamente todos aqueles que tomam decisões que vão contra as suas ideias. Fá-lo, inclusivamente, nesse mesmo artigo!!!

Curioso, ainda, o paralelismo que faz com outros casos que estão numa fase mais ou menos adiantada do seu trâmite normal: investigação, julgamento ou em trânsito em julgado. Faz uma pequena referência ao caso "freeport" esquecendo (ou lembrando) que ficaram 27 perguntas por fazer ao mais famoso preso preventivo do momento. Curiosamente, ou talvez não, a magistrada que (ao que se ouve) não deixou que a investigação prosseguisse também é citada pelo Artur Coimbra mas a propósito do segredo de justiça, essa particularidade que ciclicamente é trazida para a espuma dos dias mas logo "esquecida".

Revela, ainda, conhecimento profundo dos processos ao referir que outros são mais graves do que o agora em discussão. Parece-me que as fugas de informação são maiores do que o que inicialmente suspeitávamos!!!! No entanto, escrevendo numa órgão de comunicação social não se inibe e desanca no chamado 4º poder.

Por último, não posso deixar de notar a peregrina ideia de que os juízes se deveriam demitir de fazer o seu papel uma vez que não foram eleitos. Por aqui se entende que alguém eleito pode fazer todas as tropelias porque foram legitimados pelo voto. No entanto, essa regra já não se aplica aos juízes do Tribunal Constitucional tantas vezes "endeusados" pelo cronista quando essas decisões iam ao encontro das suas ideias.

Em conclusão, nem os eleitos nem os juízes. Quem devia governar isto tudo era o Dr Artur Coimbra. Inspirado, certamente, na "marca poderosíssima" da governação Sócrates, ou seja, na Parque escolar, nos Magalhães, nas USF´s e nas rendas excessivas das renováveis.

Até já!!!!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

SELVAGENS!!!!

Imagem retirada de http://cm-fafe.pt
Volto a este espaço, há muito deserto, para expressar a minha repulsa pelas atitudes do Município de Fafe no abate arbitrário de árvores no espaço urbano.
Não há qualquer relatório que justifique estes atentados que quem nos governa (?) tem praticado até porque aquele que, supostamente escuda este "crime" não diagnostica nenhuma doença insanável. É terrorismo puro e simples que procura respaldo em técnicos de uma instituição respeitada.
Quem quiser ler o relatório encontrá-lo-á aqui .
Não está em questão o valor do património natural destes espécimes mas mais uma acção que demonstra a insensibilidade que habita na 5 de Outubro e que tinha sido bem demonstrada no ataque às árvores da Praça da Liberdade. 
Aproveito a oportunidade para lembrar que a Praça 25 de Abril sofreu uma profunda requalificação há não muito tempo e quem perder um bocadinho de tempo a ler o relatório de conforto que o Município divulgou constatará que os problemas san…

A MINHA LEITURA

Raúl Cunha ganhou!

Mais do que o PS. Mais do que a família Summavielle. Mais do que o "PS de Lisboa". Quem fez a diferença nestas eleições foi mesmo Raúl Cunha. O mais político dos não-políticos deu uma lição aos catedráticas dessa arte.
Numa noite eleitoral em que não vislumbro claros derrotados e em que, após uma campanha com episódios lamentáveis (especialmente nas redes sociais), a pequena diferença entre os dois primeiros classificados poderia levantar questões, o que se passou foi de grande maturidade democrática.
Excepção a isso foi um excerto de um comentário da candidata do PS à junta de freguesia de Fafe em que dizia "Lamento que Fafe não queira mais e melhor", demonstrando falta de humildade e de sentido democrático mas desculpável por ter sido proferido muito a quente.
Foi uma boa eleição. Espero que se siga um processo que conduza à governabilidade do nosso concelho. Não, necessariamente, uma coligação parecida com a do último mandato mas que seja enc…

CAMPANHA RIDÍCULA

A três semanas das eleições autárquicas a campanha das candidaturas concorrentes ao município de Fafe ainda não trouxe uma única ideia que valesse a pena ser discutida! 
Isso demonstra que os nossos políticos continuam a tratar o eleitorado como um bando de anormais que querem é festa. Uns com porco no espeto, outros com festivais da vitela (com a agravante desta última ser paga por todos nós).
Muito presentes nas redes sociais é aqui que tenho visto o quão pobres são as candidaturas. "Em Fafe mandam os fafenses", "O PS só tem uma candidatura", Os Independentes são eles,etc, etc!!!!!
A tentativa de impugnação das listas da coligação "Fafe Sempre" pela candidatura do PS foi o último acto da tragicomédia que estes actores têm representado.
Os programas eleitorais, que deveriam ser uma espécie de contrato entre os candidatos e o eleitorado, mantêm-se guardados à espera não sei bem do quê. A tão pouco tempo da eleição pouco se sabe sobre as próprias listas. Porqu…